segunda-feira, 28 de janeiro de 2008

28 DE JANEIRO DE 1979

A 28 de Janeiro de 1979, pelas 17h 45, no Hospital de Santa Maria, com 3,450 kg nasci para o mundo. Pequeno e sorridente para um mundo que me esperava e me acolhia com tudo de bom que tem para oferecer. Percorri o tempo, transportei-me por entre os momentos que a vida me oferecia. Bebia do tempo e percorria todos os espaços que ele me deixava abraçar. Chorei lágrimas de alegria, lágrimas de tristeza. Perdi quem amava e amei quem conquistei. Vivo para quem me ama de coração e entrego-me ao coração daqueles que tem sempre um espaço para me acolher. Vivo cada dia como se do último se tratasse. Pois uma coisa a vida ensinou-me desde muito novo, que hoje estamos cá para amar, mas amanhã apenas amaremos aquilo que o tempo nos deixar. Percorro pé ante pé os ponteiros do relógio. Agradeço a Deus quem ainda me deixa para acarinhar e peço que cuide quem tão cedo levou para ao pé dele. Pois mesmo esses estarão sempre cá para mim, não presencialmente mas dentro de mim e nas estrelas que à noite me iluminam o céu. A todos que me acarinham, o meu muito obrigado pois um pouco de mim também são vocês.

segunda-feira, 21 de janeiro de 2008

DEFICIÊNCIAS

'Deficiente' é aquele que não consegue modificar a sua vida, aceitando as imposições de outras pessoas ou da sociedade em que vive, sem ter consciência de que é dono do seu destino.
'Louco' é quem não procura ser feliz com o que possui.

'Cego' é aquele que não vê o seu próximo morrer de frio, de fome, de miséria, e só tem olhos para os seus míseros problemas e pequenas dores.

'Surdo' é aquele que não tem tempo de ouvir um desabafo de um amigo, ou o apelo de um irmão. Pois está sempre apressado para o trabalho e quer garantir os seus tostões no fim do mês.

'Mudo' é aquele que não consegue falar o que sente e se esconde por trás da máscara da hipocrisia.

'Paralítico' é quem não consegue andar na direcção daqueles que precisam da sua ajuda. 'Diabético' é quem não consegue ser doce.

'Anão' é quem não sabe deixar o amor crescer. E, finalmente, a pior das deficiências é ser miserável, pois: ' A amizade é um amor que nunca morre.
Mário Quintana

domingo, 20 de janeiro de 2008

SOC(R)AS

Último modelo do calçado nacional, feito no norte numa das poucas fábricas de calçado que ainda não fecharam, e com um modelo pedido pelo governo para marketing. São as Soc(r)as. Feitas ainda com a sola em madeira, mas aprovadas pela ASAE, com uma pele das melhores peles de camelo, representativo do nosso governo. COMPREM JÁ.... antes que fechem a fábrica.

PALAVRAS

Voam no vazio do espaço entre as pessoas. Para uns servem de arma de arremeço, para outros actos de carinho. O valor é inigualável, para aqueles que acreditam nisso. Para outros o valor é apenas momentaneo. O que vale hoje, não vale amanhã, o que se disse ontem já não tem valor depois de amanhã. A consciência serve como um botão que nos acorda para elas e para o que elas valem nas nossas vidas. Para pessoas como eu valem, mais que um aperto de mão, um contrato assinado, ou mesmo uma imagem. Algumas rimam, quando se encontram numa terminação feliz, outras fazem uma agradável prosa. Umas vivem sozinhas no mais solitário dos monólogos outras vivem e partilham diálogos bastante confortantes. Nem todas as pessoas acreditam no que dizem, magoam sem sentir, mas aquelas que realmente valem são as que sentem sem magoar e dão o real valor às..... PALAVRAS.

sexta-feira, 18 de janeiro de 2008

AI O CAPACETE!

Notícia SOL:
"O Ministério Público acusou Carolina Salgado de furto qualificado. O rol de objectos alegadamente roubados é extenso e inclui desde dezenas de peças de luxo a um capacete das obras com o nome do presidente do FC Porto. O despacho do MP, porém, deixou de fora uma parte da denúncia feita por Pinto da Costa".

Nota de redacção: O capacete apresentado na imagem não foi o furtado por Carolina.

quinta-feira, 17 de janeiro de 2008

AFINAL FORAM SÓ GASES

Depois de dia e meio de pânico e de meia Lisboa parada por causa da fuga de gás. Veio-se a saber que afinal eram só gases. Uma senhora da Faculdade de Farmácia com uma incontinência enorme e devido às apertadas normas impostas agora nos edifícios, teve de vir cá fora se aliviar. Quando ainda hoje interrogados pelos jornalistas, uma funcionária da limpeza, ao ver a colega numa grande aflição proferiu as seguintes palavras: "Tenho aqui uma aflição na garganta, uma coija axim um tóchico, eu já tenho lidado com muitas coijas, às vezes ando a pruvisar com coijas tóchicas, sinto aquele cheiro aquela coija parece um tóchico." (http://ww1.rtp.pt/noticias/index.php?headline=98&visual=25&article=320535&tema=27) Mas quando mais tarde o Presidente do Conselho Directivo é igualmente entrevistado e nós esperamos melhor. Diz ele "...ontem à noite quando eu estive conhecimento..." (http://ww1.rtp.pt/noticias/index.php?headline=98&visual=25&article=320543&tema=27). Meus amigos assim, não vamos lá! E depois não querem que o Socras ande aí a distribuir cursos. O povo também não ajuda!!!!

quarta-feira, 16 de janeiro de 2008

BERAR"MERDAS"

"Será que se meter estes dois dedos no cu, cheirarão os dois à mesma cena? Se calhar vou pagar a duas pessoas que contratarei na China e mandarei vir no meu jacto privado, para cada uma cheirar um de cada vez e depois comunicarem a decisão à CVM. Para mais tarde eu tomar uma decisão e numa conferência de imprensa mediática (pq sou demasiado importante) darei a minha opinião fundamentada."

terça-feira, 15 de janeiro de 2008

CANDIDATURA

Apanhei esta imagem numa das minhas pesquisas googleiodescas. E não pude deixar de publicar e de dedicar a um famoso conhecido cidadão da Charneca, deixando-lhe aqui uma ideia para quando pretender algum dia se candidatar como independente pela Charneca. Fica a ideia para o cartaz. Puto voto em ti!

AGORA É QUE É MESMO

Para quem não comprou os 30 000 últimos números da "Lux" eles já sabem onde está Maddie antes mesmo de ela ter desaparecido, só que parece que ninguém lhes deu ainda atenção. Apanhei mesmo em cima do momento onde eles a encontraram mesmo. Desta é que é mesmo. Próximo título de capa: "Populares dizem ter visto Maddie numa praia perto do Cu de Judas".
Só uma pergunta? E capas com putos portugueses desaparecidos? Ou mesmo uma edição especial: " O desaparecido do mês". Bem ficam as ideias.

domingo, 13 de janeiro de 2008

FIQUEI COMOVIDO

Que momento tão bonito e sentido aquele, em que assistimos a George Bush fazer uma paragem obrigatória no museu do holocausto, em memória de seis milhões de judeus mortos pelos nazis. Mostrou um ar tão sentido e combalido. Ou estaria a fazer contas de cabeça para ver quantos lhe faltam para bater Hitler. Um estudo publicado pela revista médica britânica "The Lancet", afirma que, desde o início da guerra no Iraque mais de 600 000 iraquianos morreram em consequência directa da violência. A somar a isto o Pentágono já confirmou a morte de 2500 soldados americanos. E isto só no Iraque! Pois ainda temos a invasão do Afeganistão." E tudo isto porque? Por causa das Torres Gémeas? Mas os terroristas nem sequer eram destes países; 15 eram da Arábia, dois eram dos Emirados Árabes Unidos, um era do Egipto, e um do Líbano. Mas que isso interessa. O que interessa é matar............. mas com a condição que seja pela PÁS. É como se costuma dizer "Ou comes a bem ou comes a mal!"

sexta-feira, 11 de janeiro de 2008

O OUTRO LADO DE SARKOZY

Quando todo o mundo se preocupa com a vida amorosa de Nicolas Sarkozy, eu estou preocupado com uma coisa completamente diferente. Naquilo que existe por detrás daquele ar de engatatão de filme dos anos 60. Existe um homem demoníaco que nos atormenta desde a nossa infância, com uma forte vontade de contarrrrrrrre. Pois é meus amigos... então reparem bem e digam-me se não é ele... o Conde de Contarrrrrrrrrrrrrre.

quinta-feira, 10 de janeiro de 2008

É ISSO AÍ

Existem caminhos dispersos, e tempos distantes que nos levam para muito mais do que o horizonte nos mostra. Existe a vontade e o querer, existe o sentir e a razão. Neste momento sinto muito mais do que qualquer horizonte me pode mostrar. Procuro-te nas ruas do tempo sabendo que vives do outro lado. Procuro a razão, não sei o porquê, mas sei o que quero e tu és a razão do meu querer. Tenho um enorme defeito não sei dizer que não à razão e virar as costas ao melhor que a vida me dá. Luto por aquilo em que acredito, não baixo as mãos por quem precisa e muito menos o olhar a quem eu quero ver. Por isso não vou parar de te olhar.


PORREIRO, PÁ!

Quando o povo diz que já nem dois Salazares mudariam isto, não está a dizer a verdade. Como podemos verificar pela imagem abaixo, pelo menos um deles continua a mudar o rumo do país para uma nova ditadura. Digam lá se isto não é porreiro pá!!! Acho que a diferença mais significativa é que no tempo de Salazar, "Segundo o art.º 48, Mão naquilo era 15$00" , e agora na era de Sócrates "Mão naquilo passou a ser € 1,50, acrescendo ainda da taxa de IVA a vigorar na altura"

DAKAR

Consegui em primeira mão imagens do carro com que os elementos da Al-Qaeda ameaçaram o Dakar. Penso que tem uma potência muito parecida ao dois cavalos da Citroen (para os preciosistas dos blogs sim esqueci-me de pôr as duas bolas em cima do 'o'), mas com uma suspensão ainda melhor. A equipa preparava-se para se instalar logo na Mauritânia, pois como tinha sido previamente combinado com João Lagos, convinha dar alguma vantagem. Receosos da possível derrota, perante tal ameaça. Os franceses inventaram uma história mirabolante sobre um ataque terrorista. Ainda por cima por parte da Al-Qaeda, quem é que acredita nisto!?
E ainda por cima este ano que o Carlos Sousa estava mesmo a pensar em ganhar. Desta é que era mesmo!!!! Força Carlos. Vamos rebentar com eles!!!!

segunda-feira, 7 de janeiro de 2008

DESTINO

Bebo da vida tudo o que ela tem para me dar. Aproveito os minutos como se o tempo não tivesse dono, como se voasse nas asas do vento, como se procurasse dar lógica à razão das coisas. Passo pela vida como ela passa pelo tempo, devagar quando pretendiamos que passasse depressa e depressa demais quando pretendemos beber um pouco mais dela. Percorremos o espaço vazio, tentamos nos encaixar nele como se fossemos peças de um puzzle, procuramos a colocação correcta. Quando encaixamos prefazemos a imagem que de nós reflectimos aos olhos daqueles que nos olham e nos veêm como seres caminhantes de um só destino. Aquele que o que bebemos decidir.


domingo, 6 de janeiro de 2008

CÁPSULA

Todos nós temos uma cápsula, vivemos dentro dela quando queremos que o mundo exterior não nos encontre. Guardamos lá os nossos segredos, aqueles que nos incomodam, mas que apesar de tudo não possuem a grandiosidade para sairem cá para fora. Lá estamos protegidos, parece que ninguém nos alcança, ninguém nos atinge. Vivemos apertados, restrictos ao espaço que a nossa imaginação nos dá, de olhos fechados, a saborear o silêncio que a nossa mente permite.

Mas como podemos sair dela? Como a podemos partilhar com o outro lado? O outro lado que nos alimenta a mente que nos liberta e que está lá para colorir a nossa vida e para iluminar os nossos sonhos?

Com o mesmo à vontade com que te dou a mão e tu aceitas, com a mesma razão que combate o coração e tu rejeitas.

PROIBIÇÕES E AFINS

Para todos aqueles que criticam a proibição de fumar em locais fechados, prepara-se já uma nova iniciativa que já está a ser levada a cabo pelo Sr. Dr. Eng. Socras para entrar em vigor em meados de Junho. Ainda não se sabe como será o distíco a colocar mas já existe uns esboços realizados por um famoso designer português da Charneca.

FOI COCÓ

Eu sou do Sporting desde puto, e acho que pela primeira vez se de facto me pagassem para jogar, eu faria melhor (e nem jogo aos fins-de-semana com os amigos). Que tristeza pegada, só falta chorarem agarrados uns aos outros de tão dramático que é aquilo. Paulo Bento abre os olhos e acorda para a vida, nós não andamos a ganhar!!!!!!!!! Dá para ganhar de vez em quando? Dá? Já nem peço por aqueles que pagam bilhete e vão ao estádio, mas pelo menos por aqueles que pagam a taxa áudio-visual.

VIVA AO FUTEBOL

E ainda dizem que não existe desportivismo! Existe alguma coisa melhor do que ver porrada entre colegas da mesma equipa. Assim sim. Porque descarregar nos adversários a frustação de não se conseguir jogar à bola? E depois ainda punem os jogadores! Alguém é capaz de me explicar, sem aquele momento de divertimento que interesse teve o resto do jogo? As pessoas pagam os bilhetes, tem de ver qualquer coisa, espectáculos laser, meninas a saltar ao intervalo, ou então pugilato. Na melhor das hipóteses talvez futebol, mas não vamos pedir demais. Eu Sou contra a sanção aos dois jogadores do Benfica, e lanço já aqui uma petição para que eles não sejam sancionados. Porque se seguirmos esse critério que golo foi aquele do Mantorras, entre próteses?