domingo, 6 de janeiro de 2008

CÁPSULA

Todos nós temos uma cápsula, vivemos dentro dela quando queremos que o mundo exterior não nos encontre. Guardamos lá os nossos segredos, aqueles que nos incomodam, mas que apesar de tudo não possuem a grandiosidade para sairem cá para fora. Lá estamos protegidos, parece que ninguém nos alcança, ninguém nos atinge. Vivemos apertados, restrictos ao espaço que a nossa imaginação nos dá, de olhos fechados, a saborear o silêncio que a nossa mente permite.

Mas como podemos sair dela? Como a podemos partilhar com o outro lado? O outro lado que nos alimenta a mente que nos liberta e que está lá para colorir a nossa vida e para iluminar os nossos sonhos?

Com o mesmo à vontade com que te dou a mão e tu aceitas, com a mesma razão que combate o coração e tu rejeitas.

Sem comentários: