segunda-feira, 7 de janeiro de 2008

DESTINO

Bebo da vida tudo o que ela tem para me dar. Aproveito os minutos como se o tempo não tivesse dono, como se voasse nas asas do vento, como se procurasse dar lógica à razão das coisas. Passo pela vida como ela passa pelo tempo, devagar quando pretendiamos que passasse depressa e depressa demais quando pretendemos beber um pouco mais dela. Percorremos o espaço vazio, tentamos nos encaixar nele como se fossemos peças de um puzzle, procuramos a colocação correcta. Quando encaixamos prefazemos a imagem que de nós reflectimos aos olhos daqueles que nos olham e nos veêm como seres caminhantes de um só destino. Aquele que o que bebemos decidir.


6 comentários:

Anónimo disse...

És ridículo, pá!

gostaspoucogostas disse...

Faz um botãozinho de rosa ao ridículo, vá lá....

Anónimo disse...

No cú , gostaspueco, no cú!!

Tóne

gostaspoucogostas disse...

Os teus comentários serão sempre bem vindos, seja a fonte de inspiração ela qual for. Já diz o ditado "Cada um inspira-se onde come mais", ou n é assim? Nunca tive jeito para ditados

lidia disse...

"Quando encaixamos prefazemos a imagem que de nós reflectimos aos olhos daqueles que nos olham e nos veêm como seres caminhantes de um só destino"...QUÊ?!

gostaspoucogostas disse...

Merdas.... deixa lá. Tou armado em blogger

lololol