domingo, 13 de julho de 2008

VIDA

A vida traz consigo momentos de vazio e momentos que nos preenchem muito para além da perfeição. Transporta-nos para o mundo dela e obriga-nos a vivê-la sem regras, impondo-nos apenas um início e um fim a todos os devaneios que nela quisermos tomar. Podemos bebê-la e consumi-la como se não houvesse amanhã ou então deixá-la viver-nos e levar-nos pelos trilhos já por ela traçados. Ninguém tem o seu mapa para saber os caminhos e todos os apregoadores da verdade absoluta, não são mais que salteadores de pensamentos e ideias que mentem com quantos dentes tem na boca. Vivê-la é um dom, contornar seus erros e defeitos (sim porque até ela os têm). Mas nem sempre é possível ser tão astuto e aí pagamos o preço de tentarmos fintar as leis que a vida criou, um nó que nos prende que nos sufoca, que nos consome. E que só o viver a vida que a VIDA nos deixar, ditará o futuro.

Sem comentários: