domingo, 14 de setembro de 2008

ABRAÇO

Abraço o tempo para não o deixar escapar
Abraço o dia para ele não ter fim
Abraço o pôr-do-sol até ele acabar
Abraço o frio da noite que se abate em mim
Abraço a lua que está cheia
Abraço a estrela e a constelação
Abraço quem me procura e traz na ideia
Em meus braços descansar a razão

Sem comentários: