quinta-feira, 18 de setembro de 2008

SEMPRE & NUNCA

Podemos travar-nos de razões,
Mas crer e sentir não nos faz caminhar,
Aquilo que a tocar e a sorrir,
Continuamos a acreditar.
Olhar e ver jamais nos impediu de pedir,
O que sempre e nunca confiámos...
O que deixámos partir!
Mas o sol nunca deixou de nascer lá fora,
Nem a lua de se deitar,
Por isso por que me esconder?
Se sempre e nunca deixei de te amar.

Sem comentários: