quarta-feira, 22 de outubro de 2008

BOM PORTO

Fazer de todo o meu amor uma ilusão e abrir dele a mão, seria como navegar em turvas águas durante dias e jamais acreditar que me encontrarias.

Sem comentários: