terça-feira, 14 de outubro de 2008

OLHAR

Nos olhos se espelham nossas almas, nossas verdades, nossas mentiras. Correm rios de tristeza quando a vida nos amarga e brilhos de felicidade quando ela nos sorri. Com eles olho o mundo sem medos e o chão sem razão. Vejo o dia a nascer e a noite a deitar-se. Vejo o que tu me dás e tudo o que ainda tenho para te dar. Vejo os teus olhos nos meus e a tua alma na minha.

Sem comentários: