sexta-feira, 14 de novembro de 2008

LUA CHEIA

Hoje quando saía do trabalho, vi em meu horizonte, algo de uma beleza sem igual. Era grande... enorme, cheia, e de cor tão intensa que difícil era passar e não dar pela sua presença. Tão redonda e perfeita que parecia que tinha sido criada para do céu vir tocar o chão. Não me contive e tive de a partilhar, tal beleza não podia ser perdida. Pois não foi pedida e jamais pensada, por isso beleza igual, só voltaremos a ver, quando do céu cair a noite, e outra lua se oferecer.

6 comentários:

Anónimo disse...

Altamente!
Então viste "em" teu horizonte a lua que não foi pedida e jamais pensada e só voltaremos a ver uma igual quando do céu cair a noite e outra lua se oferecer?

Tu vês cada coisa...Essa tua lua é uma oferecida.

Anónimo disse...

Altamente!
Então viste "em" teu horizonte a lua que não foi pedida e jamais pensada e só voltaremos a ver uma igual quando do céu cair a noite e outra lua se oferecer?

Tu vês cada coisa...Essa tua lua é uma oferecida.

Master Of The Wind disse...

Primeiro gosto do facto de tu escreveres com eco, o que de já si demonstra um grande grau de intelectualidade e depois tenho pena que não tenhas visto. Mas posso te garantir que a foto que escolhi, é o espelho da imagem que meus olhos presenciaram.

Anónimo disse...

Agora espelhos de imagens

Master Of The Wind disse...

lolololol.

Master Of The Wind disse...

É demais para ti eu sei.