quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

AQUÁRIO

Casa de vidro... serena,
Tão sufocante como pequena.
Redonda como bola, sem céu
Pergunto-me - "Porque moro lá eu?"

Sem comentários: