sábado, 13 de dezembro de 2008

PECADO

Esboçar de teu rosto um sorriso é pecado mais que apetecido.
Fruta proibida em noite amadurecida,
Gesto nobre, de quem de palavras cobre este céu cinzento,
De quem por trás da cortina, aplaude e alenta.
Nesta peça em que todos entramos em que sorrimos e choramos,
Neste momento em que lá fora sopra o vento, em que o céu chora,
Onde o cinzento-escuro manto cobre as estrelas e as ignora.

Sem comentários: