terça-feira, 20 de janeiro de 2009

DESEJO

Abusa de meu corpo à tua vontade,
Faz dele a tua obra de arte,
Toca-o como se o quisesses moldar,
Utiliza-o como teu baluarte.
Cria nele as formas que em teus olhos se fecham,
Saboreia em tua boca sua intensidade,
Sente nele o desejo de teu corpo,
Vive o amor coberto de sensualidade.

3 comentários:

Anónimo disse...

"Abusa DE meu corpo"
"Sente nele o desejo DE teu corpo"

DE MEU / DE TEU??????????

Pretensiosimo ou falta de escola primária?

Master Of The Wind disse...

Pura falta de escola primária. Em vez de andar a espreitar debaixo das saias das minhas colegas devia ter prestado mais atenção às aulas.

Sofia Rijinhas disse...

Ahahahahah que lindo Huguinho...e também lhes puxavas as tranças "de" seu cabelo...Haja paciência e saúde para fundamentalistas sem espírito criativo, que nem sequer se identificam.Beijinhos e muita alegria. Continua a escrever. "De" tua amiga Sofia