quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

FIM DO MUNDO EM CUECAS

Dá-me vontade de rir quando ouço do mundo falar,
O seu fim anuncia-se e parece que alguém esqueceu-se de o pagar.
Existe uma nuvem negra que paira sobre todos nós,
É quase impossível conseguirmos respirar,
A contra-informação elimina qualquer hipótese de nos mexermos,
E quem se mexe está a aproveitar para deixar de andar.

Sem comentários: