segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

QUANTO TEMPO TEM O TEMPO?

Existirão minutos suficientes para todos nós?
Minutos em impulsos que daremos à nossa voz.
Tempo perdido por mais apetecido,
Mão aberta que treme incerta,
Ouvidos distantes longe do tormento,
Passos acelerados para não perdermos tempo.
Rimo-nos do bater certo do relógio,
Da envolvência que seu som nos oferece,
Encostamos nossa cabeça para ouvir sua melodia,
Minutos que passam sob vida que desaparece.

Sem comentários: