segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

SEGREDO

Teu sopro entra por minha janela dentro. Sorri para mim como se eu estivesse ali à sua espera. Para quem não sabe seu nome, simplesmente lhe chama vento. Mas para quem o conhece, sabe bem que é um segredo. Ouço-o baixinho, como que de leve a tocar o meu ouvido. O que me conta fica comigo, pois de tão próximo, sereno e secreto guardarei o que ouvi no meu cofre interior. Teu sopro em palavras, teu sorriso em flor.

4 comentários:

espalha brasas disse...

Podes contar o segredo, mesmo que deixe de o ser se o fizeres? Vá lá... please... vá... Conta, conta!

Master Of The Wind disse...

Como diz a música, é um sopro do coração.

Anónimo disse...

Master of Cliché

Master Of The Wind disse...

O anónimo desvendou o meu segredo ;-)