segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

SINERGIAS

Corpos unidos, num clima absíntio, gelam o ar à sua volta. Não pela frieza com que se unem, mas apenas pelo gelar dos seus olhares, que sem se tocarem não ficam à margem de penetrarem no interior um do outro. Profundos contrastes que não fazem deles trastes num momento ilusório. Reflexos de palavras soltas que contornam suas bocas saboreando um pouco de cada um. Loucos devaneios estes, que de corações cheios, quebram o gelo no momento criado. Uma garrafa de vodka pura é colocada sobre a mesa. Black de preferência...bebido em curtos shots. Os seus interiores quase que queimam. Chama intensa que reinventa o ambiente em seu torno. Bebem um do outro, sem que deixem o momento falar mais alto que a voz, por vezes atroz, fruto proibido no silêncio do pensamento.

3 comentários:

Rikardo Kosta disse...

Fdx mano agr é k acertaste em cheio, se for vodka k seja eristoff black!!! abraço

Anónimo disse...

mas quem?!

Master Of The Wind disse...

mas quem!? O que?