quinta-feira, 9 de abril de 2009

ESPAÇOS VIVOS

Desafiadores incrementos em portentosos tempos,
Deturpam realidades nem sempre determinantes.
Verdades inteligentes mas nunca cessantes,
De ambiciosas viagens por entre nublosos ventos.
Procura-se o abstraccionismo na presença que podemos ver,
Sem nunca deixar de sentir tudo aquilo que nos deixam crer.
Existes muito para além do que a minha mente pensa,
Em outras realidades muito mais fortes que a presença.

Sem comentários: