sexta-feira, 15 de maio de 2009

ÉS NOITE EM MINHAS MÃOS

Podíamos pernoitar sem saber o que a noite nos diz,
Olharíamos sem perguntar a peça onde o Lua é actriz.
Em tons distantes pintamos o céu de azul ausência,
Retomando em suas estrelas a cor do olhar vivência.

1 comentário: